15 dezembro 2009

Maldito e bendito Natal!!!


Fala sério, é bom ganhar um presentinho no Natal, tomar uma coca cola comendo um tender com arroz cheio de frutas cristalizadas e uvas passas e ainda um belo fracassê de frango feito pela sogra ou pela vó.

Ir a Gramado ver o Natal Luz, a apresentação dos corais e a decoração da cidade é magnífico, os gaúchos sabem disso! 


Ver como os colegas de trabalho, que não são crentes, ficam mais dóceis, te cumprimentam com um olhar mais verdadeiro, bem mais suscetíveis à mensagem acerca da vida de Jesus.

Até alguns motoristas e cobradores de ônibus colocam chapéus de papai noel e te recebem com uma bala e um sorriso no rosto, dizendo com alegria: "Feliz Natal!".

Enquanto isso, a Igreja, detentora dos mistérios e oráculos mais profundos de Deus, tem buscado conhecimentos acerca do princípio das coisas e suas raízes na cultura pagã.

Meu Deus, nos tornamos fundamentalistas! Afinal de contas, o que foi que não nasceu no meio do paganismo???

A começar por mim e por você, conforme Davi disse: "fui gerado em pecado";

Abraão pai da nossa fé, era de uma terra pagã;

Moisés, criado e educado no meio dos pagãos;

até Melquisedeque, símbolo profético do nosso Cristo, veio de uma terra pagã.

Enfim, tudo é gerado no paganismo, pois esta terra está mergulhada na maldade e distante de Deus.

Precisamos urgentemente aprender a nos re-inserir na sociedade com suas culturas e tradições, não como críticos e acusadores, mas aproveitando melhor os momentos e as oportunidades para ser Luz diante dos povos a quem fomos enviados a testemunhar o Evangelho do Reino.

Justiça, paz e alegria no Espírito são virtudes do Reino que devem ser plantadas no interior das pessoas, podendo ser ministradas e acolhidas em qualquer tipo de sociedade, não obrigando-as necessariamente a mudanças radicais de suas tradições e culturas.

Natal é cultura do Brasil! Não era há tempos atrás, mas agora é. Quem ajudou muito a disseminar a figura do Natal no Brasil e em muitas nações na terra foram os próprios missionários cristãos, que junto com a pregação do Evangelho, traziam seus gostos, tradições e raízes norte americanas, incluindo a Coca Cola... (benditos sejam sempre os amados misisonários por essa dádiva).

Não vejo nada de mal em alguém celebrar o Natal, mas vejo tudo de mal quando crentes espalham informações que só geram conflitos e golpeiam a mente dos mais fracos na fé, atacando coisas que culturalmente são excelentes oportunidades de se espalhar as sementes do Evangelho, afinal de contas, Natal é Jesus, e simboliza o seu nascimento na vida e nos corações dos seres humanos que tanto o desejam.

Pelo fato da Igreja ter sido tão fraca e pobre em sua adequação e identificação com a sociedade, as pessoas estão buscando Jesus nos shoppings, na comida, na bebida e até em deuses pagãos. Afinal de contas, os shoppings ficam muito mais cheios do que as igrejas no Natal!

Culpa de quem?? Do engano que se espalhou ou da igreja que não tem sido competente para abraçar uma tradição que lhe foi entregue de bandeja, dando-lhe um caminho certeiro ao coração das pessoas de toda a sociedade, pois, pelo menos uma vez por ano o mundo ocidental inteiro se lembra que Jesus, o Filho de Deus, nasceu aqui nesta dimensão para ser a luz dos homens, trazendo a mensagem da paz e da salvação.

Disse o Mestre: "vocês erram por não conhecer as Escrituras nem o poder de Deus".

Igreja, aproveite o espírito natalino para deixar que o amor de Cristo renasça dentro de vocês, expulsando todo espírito contraproducente das críticas advindas do conhecimento histórico pregado sem a Graça.

Essa é a letra que mata...

Shalon,

rafa

-----

Blog Amigo do Noivo

Um comentário:

Ministério Gerando Adoradores disse...

Temos que ter um cuidado muito grande com isso, pois não devemos abraçar o natal desse jeito que está sendo tratato no post. Pois a raiz do natal é como foi dita pagã, e ela acaba fazendo com que muitos pactos sejam renovados nesta data. Não podemos deixar de lembrar que na verdade o "Papai Noel" ou "Saint Claus" é um demonio, ou vão me dizer que "santos" criados pelos homens não são. Concordo que devemos pregar a palavra de Deus nesta data, e que devemos usar o natal para falar do amor de Cristo. Mas galera todos sabem que o natal não celebra o nascimento de Cristo mas sim um demonio vestido de velhinho inocente, celebra o consumismo desenfreado e outras coisas nada boa. Então devemos pregar o evangelho não só no natal, a palavra já diz "pregar a tempo e fora de tempo". Pense um pouco melhor sobre o natal, pois os cristão não devem celebrar o natal e sim ir contra essa cultura pagã, pois aonde "abundou o pecado superabundará a graça de Deus". Desculpem mas essa é minha opinião!!!
Ass: Augusto

Postar um comentário